NÃO LEGALIZE!

Todos sabem que recorrentemente tem sido levado à pauta o tema da legalização das apostas no Brasil. Por muitas vezes as apostas esportivas são criminalizadas e ligadas à corrupção e à manipulação de jogos. A legalização é vista como a forma mais eficaz de coibir esses acontecimentos.

Em Portugal, as apostas foram legalizadas recentemente. Depois de toda turbulência inicial, o governo passou a requerer uma licença de operação às casas de apostas estrangeiras, que deveriam ser solicitadas pelas mesmas de forma com que pudessem operar em solo português. Paralelamente a essa dificuldade imposta às casas mais populares, surgiu uma casa de apostas, se é que se pode assim chamar, vinculada ao governo, chamada Placard. Naturalmente as odds dessa casa são consideravelmente mais baixas e o rake é elevado. Além disso, ganhos acima de 5 mil euros tem uma porcentagem confiscada e revertida ao governo.

jogo-legal-portugal-logo

Hoje nós operamos fora do radar do governo, temos ótimas casas de apostas no mercado, com ótimas odds e que pagam rigorosamente bem. Esse, aliás, é um ponto que prova que o Estado interventor não é necessário. Embora não haja qualquer regulamentação acerca das apostas esportivas – ou seja, não é possível ir ao PROCON caso você não receba seu saque -, casas de apostas que sacaneiam seus usuários, criam rollovers inexistentes e complicam saques, fatalmente perdem clientes e ficam mal vistas no mercado. Essa seleção natural no competitivo mercado de casas de apostas cria a necessidade de tratar bem o cliente e pagar em dia para se sobressair às demais. Concorrência gera serviços melhores.

Dentro da crise político-econômica que nosso país vem enfrentando, com o governo correndo atrás para cobrir os rombos que abriu na economia, não seria de se espantar que olhassem carinhosamente para a legalização das apostas esportivas, que movimentam bilhões brasileiros por ano sem que o governo ganhe qualquer porcentagem dessas cifras.

reforma-política

E o que aconteceria então?

Em um primeiro momento, poderiamos esperar algo semelhante ao que aconteceu em Portugal, com restrição das casas estrangeiras e abertura de uma casa de apostas estatal, com odds pífias e taxações beirando ao ridículo.

Isso, entretanto, levaria o advento das apostas esportivas a muitos brasileiros que antes desconheciam a possibilidade de ganhar dinheiro com apostas esportivas. A gigante parcela de apostadores de Loteca e Lotofácil, por exemplo, que semanalmente gastam com esses jogos sem obter um retorno constante e satisfatório, fatalmente iria migrar para as apostas esportivas.

Brasileiros, culturalmente, são fascinados por apostas. Quando essas apostas são relacionadas ao futebol, esporte pelo qual 90% da população é apaixonada, o fascínio cresce ainda mais. Imagine então o que aconteceria quando apostas e futebol juntos se transformam na possibilidade de trazer uma renda extra a milhões de brasileiros? A casa de apostas estatal seria um sucesso e o lucro dos nossos governantes seria gigantesco.

Um ponto negativo a se ressaltar seria a enorme parcela de aproveitadores e enganadores que surgiria. Também culturalmente, brasileiros sempre tentam levar vantagem em tudo, mesmo que isso signifique prejudicar ou lesar outrém. Com as apostas sendo legalizadas e se difundindo, seria questão de tempo para que surgissem inúmeros tipsters fajutos, vendedores de resultados “arranjados” e outros espécimes tentando lucrar em cima de outros apostadores.

Espero, sinceramente, que nossos governantes não leiam esse artigo. A legalização das apostas seria muito positiva para o governo, que lucraria muito. Para o mercado de apostas e para sites que trabalham com filiações, a legalização também seria positiva, trazendo à tona diversos apostadores potenciais. Para nós, apostadores, resta torcer para que tudo continue como está, fora dos holofotes.

Dilma


Autorvaz
data29/10/2015


Compartilhe:

Data2018-04-02 19:01:51

Cara tem que ser legalizado sim, a unica coisa que resta para o brasileiro é a esperança será que até isso vão nos tirar ?

Data2017-05-18 00:38:10

´É TUDO TEM SEU LADO BOM E SEU LADO RUIM É UM ASSUNTO MUITO POLÊMICO PORQUE SE FOSSE LEGALIZADO MUITOS BRASILEIROS COMPULSIVOS IRIAM VICIAR NOS JOGOS E PERDER BENS IGUAL OS USUARIOS DE DROGAS PERDEM E ALÉM DISSO HAVERIA MUITA COMPRA E MANIPULAÇÃO DE RESULTADOS NOS ESPORTES BRASILEIROS, JÁ O LADO BOM É QUE TERIAMOS A GARANTIA DE RECEBER O PRÊMIO JÁ COM OS SITES NEM SEMPRE É GARANTIDO PRINCIPALMENTE QUANDO VOCÊ GANHA PRÊMIOS ALTOS EU MESMO JÁ FUI BLOQUEADO DE 3 SITES SÓ PORQUE ESTAVA LUCRANDO NELES = PLAYBONDS, CASINOSOL.COM E BETSSON.

Data2017-02-08 21:30:41

o jogo sendo legalizado oficialmente, dará emprego para muitas familias viva as corridas de cavalos

Data2015-11-19 10:23:09

ESTAMOS À BEIRA DO REGIME COMUNISTA QUE JÁ TOMOU CONTA DE 90% DA AMÉRICA ""LATRINA"", E ESPERO QUE ESSES DESGRAÇADOS COMUNISTAS QUE ESTÃO AQUI DESDE O SARNEY, SEJAM ELIMINADOS O QUANTO ANTES, POIS A MISSÃO DELES É : DESTRUIR E ALIENAR. SE ELES INTERVIEREM NAS APOSTAS, ADEUS LUCROS, ADEUS TUDO. ALIÁS, ESSE RESTO DE PAÍS JÁ ACABOU MESMO, SÓ NÃO ENXERGA QUEM É ALIENADO OU É UM MARGINAL MESMO.

Data2015-11-03 02:38:20

parabens pelo artigo, muito bem escrito.. concordo totalmente com seu ponto de vista

Data2015-10-29 20:05:51

Quanto mais se fala nisso, mais atrai gente e mais atrai o interesse do governo em sacrificar a última coisa que o cidadão comum tem de esperança nesse país...

Deixe uma resposta