Nick Diaz: “Vencendo ou perdendo, provavelmente vou levar uma surra”

O americano Nick Diaz é notoriamente avesso à imprensa, mas, sempre que dá entrevistas, solta algumas declarações memoráveis. Ele começa a falar sobre um assunto, divaga e, de repente, diz alguma pérola. Isso se repetiu nesta quinta-feira, durante o “media day” do UFC 183, no MGM Grand, em Las Vegas. Conforme respondia às inúmeras perguntas sobre sua decisão de não embarcar na terça-feira num avião que rumaria para a sede de sua luta contra Anderson Silva, o californiano afirmava que precisava fazer o que achava que seria melhor para ele se apresentar no melhor de sua capacidade quando falou sobre sua expectativa para o combate.

As pessoas querem dizer que eu sou irresponsável, mas seria irresponsável eu entrar lá e levar uma surra, o que provavelmente vai acontecer independentemente (do que eu faça), vencendo ou perdendo, como em todas as lutas que já fiz. Não quer dizer que eu não antecipe o pior cenário, como sempre faço. Não vou sentar aqui e dizer, “Vou entrar lá e nocautear esse cara, fazer o que já fiz”, falar todas essas maluquices. Isso seria loucura, não estou tentando dizer isso, quero dizer o que está realmente acontecendo para vocês – disparou Diaz.


silvaxdiaz

Não que o “Bad Boy de Stockton” esteja já admitindo a derrota, mas reconheceu que não é favorito contra um Anderson Silva vindo de uma recuperação milagrosa. Porém, ser o azarão não é novidade para ele.

– Não gosto de fazer lutas que acham que eu tenho que vencer. Nunca fiz uma luta que acharam que eu ia vencer. No Strikeforce, houve algumas lutas em que as pessoas achavam que eu ia vencer, e eu pensava, “Ótimo, agora tenho que vencer…” Agora, esse cara vive uma história tipo a do “Rocky” e eu tenho que vencer? Já tinha de vencer todas essas vezes, mas esta é a luta da vida dele. Mesmo caras que tinham nomes menores que o meu, eram as lutas das vidas deles – afirmou.

Mas então, como Diaz vence esta luta? O próprio lutador não soube responder.

– Mantenha sua cabeça sobre seus ombros! Mas vamos ter que descobrir isso. É por isso que estou aqui. Muitas vezes, quando eu entro lá para lutar, estou quase curioso. Quero saber como vou passar por isso, veremos – analisou Nick Diaz.

O UFC 183 terá transmissão ao vivo do Combate a partir de 21h30 (de Brasília). O Combate.com fará o acompanhamento de todos os detalhes em Tempo Real, incluindo programa especial ao vivo sobre a volta de Spider com a participação dos lutadores convidados Vitor Miranda e Elias Theodorou e do treinador Sérgio Cunha. Nesta sexta-feira, canal e site transmitem a pesagem oficial a partir das 21h45. Confira o card completo:

UFC 183
31 de janeiro de 2015, em Las Vegas (EUA)
CARD PRINCIPAL
Peso-médio: Anderson Silva x Nick Diaz
Peso-meio-médio: Tyron Woodley x Kelvin Gastelum
Peso-leve: Joe Lauzon x Al Iaquinta
Peso-médio: Thales Leites x Tim Boetsch
Peso-meio-médio: Jordan Mein x Thiago Alves
CARD PRELIMINAR
Peso-galo: Miesha Tate x Sara McMann
Peso-médio: Ed Herman x Derek Brunson
Peso-mosca: Ian McCall x John Lineker
Peso-médio: Rafael Sapo x Tom Watson
Peso-pena: Diego Brandão x Jimy Hettes
Peso-médio: Rick Monstro x Ildemar Marajó
Peso-médio: Thiago Marreta x Andy Enz

Fonte: Combate.com


AutorApostasFC apostasadmin
data30/01/2015


Compartilhe:

Deixe uma resposta