Grandes Ligas, Grandes Lucros: MLB – baseball

Grandes Ligas, Grandes Lucros: MLB – baseball

Logo da LIga, colocar antes do titulo

Finalmente! Depois de uma longa espera, a MLB está de volta! Dois jogos válidos pela temporada regular já aconteceram no dia 22/03, mas, sinceramente, ninguém liga para os jogos que a Liga promove fora dos Estados Unidos e no meio de Spring Trainning… Acredito que nem mesmo os times envolvidos tenham dado importância para esses jogos.

Para quem não está familiarizado, a MLB ocorre entre abril e setembro e tem os seus Playoff´s no início de outubro. Cada equipe atua por 162 jogos com raras folgas. E, com tantos jogos, o apostador certamente vai encontrar uma grande quantidade de boas oportunidades para apostar!

Nesta primeira parte deste especial, vou abordar alguns quesitos onde, certamente, o apostador deve ter uma atenção especial antes de se aventurar em uma aposta. Na segunda parte, eu e o analista João Carlos (mais conhecido no mundo das apostas como King Of Reggae) vamos tentar dissecar as equipes – com atenção especial para a rotação de arremessadores de cada time, já que são eles que influenciam boa parte das odds nesse esporte.

Para Ficar de Olho: 

→ Os Campos

Campo

O Baseball não é como o basquete, onde se joga em quadras que possuem todas as mesmas dimensões padrões. Todos os campos da MLB possuem uma particularidade que os torna único. Estar familiarizado com os campos é importante para o apostador entender as linhas de totais, e também, procurar alguma vantagem em arremessadores específicos (Fly Ballers normalmente) ou lineups (equipes que possuem sua força baseada em atingir Home Runs podem ter alguma dificuldade neste tipo de campo).

No geral são três tipos de campos (mais o Inferno chamado Coors Field):

Pitchers friend park: São campos que, pelas dimensões, tendem a dar uma vantagem para o arremessador. Os totais neste tipo de campo costumam ser baixos, mesmo que o duelo seja entre dois arremessadores considerados de baixo nível técnico. Parques com grandes dimensões tendem a dar vantagem para arremessadores que buscam suas eliminações por fly balls.

Hitters friend park: São campos normalmente curtos em alguns setores que favorecem principalmente rebatedores de energia, que possuam um bom poder para bater home runs. Os pichers são mais castigados nesse tipo de parque e os totais costumam ser mais altos, mesmo quando o duelo é entre dois Aces.

Neutral Parks: Como o próprio nome sugere, são campos neutros que não favorecem nem o picther nem os rebatedores. Totais nestes campos ficam na média de 7 a 8.5, dependendo da qualidade dos arremessadores que vão se enfrentar.

Cada estádio da MLB, bem como suas particularidades, será abordado quando começarmos a falar sobre as equipes.

→ Os Umpires

G801UMP2_SU_C_^_SUNIQ

Para quem não conhece o temo, os Umpires são os juízes que ficam atrás de cada uma das 3 bases e do Home Plate. É no árbitro do Home Plate que nós vamos focar aqui. Decisões dos juízes impactam em todos os esportes, mas certamente em nenhum o impacto é tão grande quanto no Baseball. A zona de strike é uma zona imaginária e cabe a cada umpire definir a sua (obviamente, mantendo um certo padrão). Alguns umpires possuem a zona de strike mais comprimida (o que dificulta a ação do arremessador) e alguns, uma zona mais larga (o que facilita – e muito – para os pitchers).

 

Felizmente, para nós apostadores de Baseball, existem sites que compilam todas as estatísticas dos Umpires. É importante para o apostador não ficar preso nos recordes de over/under de cada Umpire, e sim no que exatamente leva a esses números. Se um Umpire tem uma alta taxa de chamadas de BB, então existe uma boa possibilidade de que ele possua uma zona de strike comprimida. Neste caso, arremessadores que não possuem um bom controle (sim, Volquez, é de você mesmo que eu estou falando!) podem ser mais prejudicados por este tipo de Umpire. Ao mesmo tempo ,Umpires com alta taxa de K têm boas chances de possuir uma zona de strike larga, o que beneficia arremessadores com alta taxa de K (que normalmente são os melhores de qualquer forma).

A maior parte dos árbitros não vai mostrar uma tendência muito clara e, provavelmente, irão terminar com um recorde semelhante em over/under. Porém, aberrações existem! O Umpire Paul Emmel foi 23-6 O/U na temporada de 2012 e ficou bem famoso entre os apostadores. Só que Emmel provavelmente foi submetido a algum curso na pré-temporada e, no ano seguinte, postou 0-4 em suas primeiras quatro partidas, deixando os apostadores que seguiram a tendência frustrados.

Algumas Dicas

Grandes Arremessadores

→ Esqueça os grandes arremessadores: Felix Hernandez, Clayton Kershaw, Justin Verlander e etc.. Além de serem ótimos arremessadores, eles têm outra coisa em comum: são péssimas apostas! Não aja como se só você soubesse que eles são bons, pois 99% dos apostadores sabem quem são os melhores pitchers – e os que não sabem vão deduzir após observarem as cotações absurdas que este tipo de arremessador recebe. Algum valor pode aparecer aqui e ali em alguns desses caras. Mas, em longo prazo, uma aposta insistente neles vai produzir perdas.

Vejamos o exemplo de Clayton Kershaw na temporada de 2013:

Kershaw terminou com ERA 1.83 e foi 16-9. Um apostador que tivesse apostado um unidade em cada jogo de Kershaw, teria perdido 5,90 unidades ao final da temporada. Se você gosta de grandes arremessadores e simplesmente não consegue puxar o gatilho em arremessadores ruins (oi, Volquez), então é provável que você deveria tentar descobrir quem é bom antes que todos possam ver. Matt Harvey foi o melhor arremessador de todo o baseball por uma boa parte da temporada, e ainda era constantemente desvalorizado – simplesmente porque ninguém queria apostar nos Mets. José Fernandez, dos Marlins, veio do nada e foi igualmente produtivo.

Vantagem de campo

→ Vantagem de campo: Depois de alertar sobre os tipos diferentes de campo, é hora de esfriar as expectativas. Enquanto o campo é parte importante em uma análise do Matchup, ele acaba não tem tanto efeito na hora de beneficiar o mandante.

Entre as grandes ligas americanas, eu diria que a MLB é o onde o mando de campo menos influencia. Todos os anos, algumas equipes vão surgir tendo um retrospecto muito favorável em casa (normalmente, as melhores equipes – vejam só). Mas é mais prudente afirmar que isso é simplesmente variância positiva e desvio de padrão do que de fato achar que eles possuem uma grande vantagem ao jogar em seu próprio campo. Se uma enorme vantagem existisse, os Rockies ganhariam sempre mais de 70 partidas no Coors Field.

ERA

→ Não dê importância para a ERA: Sim a ERA é a estatística mais difundida do Baseball e todos a amam. Sejam os fãs ou os apostadores, todos adoram vociferar o quão bom é um arremessador, baseado em quão baixo é o seu número estúpido (resultado de uma conta que se aprende na primeira série do ensino fundamental). Desde que Bill James lançou o conceito das SABRmetrics, os front officies abandonaram o uso de ERA para quantificar o quão bom são os seus arremessadores. Infelizmente – ou muito felizmentel, já que isso dá enorme vantagem para quem não fica preso nesse tipo de estatística – os fãs e apostadores continuam usando esse número.

Qual o problema da ERA? Simples: ela não possui ajustes de campo e pode ser influenciada por diversos fatores – como uma bola defensável – mas não o suficiente para gravar um Erro – ou um Umpire de zona comprimida como já vimos acima.

Se o apostador se guiar pela ERA, ele vai sempre acreditar que os arremessadores dos Padres são bons e os dos Rockies são péssimos, já que os primeiros jogam 50% de seus jogos em um campo que permite muito poucos pontos; e os segundos jogam em uma réplica perfeita do inferno.

Ok, dito tudo isto (de maneira rude, eu admito), nem todo apostador precisa se tornar um super analista de estatísticas avançadas a fim de ser bem sucedido na MLB. A ERA pode sim ser usada como um ponto de partida (sim, eu entrei em contradição). Ela apenas não pode ser o único artificio. E não tenham medo de apostar em um arremessador com ERA 4+ sem não antes tentar entender como esse número foi construído.

Canhotos

→ Olhe o desempenho da lineup contra canhotos: Destros são 80% dos arremessadores da MLB, então é possível afirmar que ninguém é especificamente ruim contra eles. Se uma equipe é ruim contra destros, possivelmente é porque ela é uma equipe ruim. Agora, existem casos de ótimas equipes que simplesmente não conseguem rebater canhotos, muito em conta por terem grandes rebatedores canhotos no meio da lineup. Cardinals e Rays são os casos mais notáveis do ano passado. Ambos eram ótimas equipes e tinham bons ataques, mas não faziam absolutamente nada quando enfrentavam canhotos. O apostador que estiver ciente sobre o quesito, já sai um pouco na frente na árdua tarefa de encontrar o valor nas apostas.

Lesões

→ Não de tanta importância para lesões: É extremamente importante saber quem vai ou não jogar. O problema é que muitos apostadores fazem suas apostas baseadas apenas nisso. Acredite: os oddmakers também sabem sobre as lesões e eles vão quantificar na linha a importância do jogador que está ausente.

Outro ponto é entender o porquê de determinado jogador estar fora. Quando Ryan Howard ainda era um jogador respeitável (e não um inútil comedor de salário), por diversas vezes eu me deparei com apostadores alarmados com a ausência dele em algum jogo. O problema é que a maioria dessas vezes ele não estava escalado apenas porque os Phillies enfrentariam um canhoto (e Howard simplesmente nunca pôde rebater canhotos – ele tem um AVG 19,8% na carreira contra eles). Ou seja, nunca foi uma perda, e sim um reforço quando ficava de fora nestas situações.

Underdog

→ Não tenha medo de apostar em underdogs: Existe um monte de cães vivos todos os dias com boas chances de puxar uma vitória em cima de um grande favorito. São 162 jogos, e mesmo a melhor equipe do baseball ainda vai perder cerca de 60 dele. Nem todas essas derrotas virão contra equipes do mesmo nível (eu não estou dizendo para você sair e pegar todos os underdogs com odd 3.40 que você vir pela frente). Mas, aliado com uma boa análise, a zebra pode ser uma boa opção (e de baixo risco) pelo retorno que oferecem.

Espero que tenham gostado desta pequena introdução do material que preparamos para vocês, leitores do ApostasFC, sobre a Major League Baseball! Não deixem de acompanhar o Guia Completo da Temporada 2014 da MLB que será publicado aqui no Fórum do AFC! Abordaremos em detalhes todas as equipes da liga, e a cada dia uma nova divisão será postada.

AL East

AL Centrak

AL West

NL East

NL Central

NL West

Abraço a todos e bons lucros! 


Autorzambrano
data01/04/2014


Compartilhe:

Deixe uma resposta