Este tópico contém respostas, possui 4 vozes e foi atualizado pela última vez por sarag sarag 1 ano, 8 meses atrás.

Visualizando 5 posts - 1 até 5 (de 5 do total)
  • Autor
    Posts
  • saragsarag
    Participante
    Membro desde: 07/09/2016
    #29725

    Quem aqui aposta num bookie de fora?

    Eu uso broker para apostar, e só tem os melhores bookmakers! Vamos trocar umas odds, experiencias etc?

    0 votes, average: 0,00 out of 1 Like!, 0 Likes
    Tem que estar logado pra dar Like Login
    Loading...
    Loco BetsLoco Bets
    Mestre
    Membro desde: 25/11/2013
    #126344

    Aqui no Brasil podemos dizer que todos os bookies são de fora hehe

    Até mesmo os operadores que atuam somente com o mercado brasileiro, possuem seus escritórios e funcionários em outros países, como o Uruguai por exemplo.

    De qualquer maneira, a imensa maioria dos sites de apostas do mundo inteiro não possuem nenhuma restrição em aceitar apostadores brasileiros. Isso porque as apostas não são regulamentadas por aqui, mas também não são proibidas. E esse “gray market” se por um lado não desperta muito interesse nos operadores gigantes em investir em nosso mercado, por outro também não os obriga a afastar os brasileiros delas.

    Situação diferente de Portugal, onde o mercado foi recentemente regulamentado, e agora há uma legislação que impõe que operadores que desejem oferecer seus serviços ao apostador português, devem possuir uma Licença obtida junto a Santa Casa de Misericórdia (equivalente a nossa Caixa Economica Federal). E isso evidentemente tem um custo alto, e uma burocracia envolvida. Por essas e outras que os amigos portugueses precisam utilizar serviço de brokers, VPN, etc, pois a imensa maioria dos operadores já não aceitam mais os portugueses como clientes (salvo alguns sites de apostas “piratas”, e tb àqueles que obtiveram a tal Licença). Se eu tiver falado alguma coisa errada, por favor me corrijam.

    Então no fim do dia, o brasileiro munido com uma carteira virtual (neteller, skrill, etc), pode apostar em praticamente qualquer site de apostas do mundo. Mas a verdade é que a maioria acaba apostando seu dinheiro nas casas “nacionais”, que possuem suporte em português e meios de depósito e saques locais (boleto, transferência bancária, etc). Mas é claro que há quem prefira bookies com odds mais altas, melhores mercados, fama internacional, e por aí vai. Por isso que o importante é termos liberdade de escolha! Algo que a regulamentação em Portugal (e talvez a que esteja por vir no Brasil), tirou de seus apostadores…

    0 votes, average: 0,00 out of 1 Like!, 0 Likes
    Tem que estar logado pra dar Like Login
    Loading...
    Guilherme MoraisGuilherme Morais
    Participante
    Membro desde: 01/07/2016
    #126346

    @loco Bets 72105 wrote:

    Por isso que o importante é termos liberdade de escolha! Algo que a regulamentação em Portugal (e talvez a que esteja por vir no Brasil), tirou de seus apostadores…

    Você citou um ponto interessante quanto ao modelo de regulamentação que provavelmente será adotado no Brasil.

    Ultimamente estou vendo muitos apostadores por aqui (inclusive alguns que se dizem profissionais) animados com tal regulamentação.

    Sinceramente? Acho que eles não sabem em qual país residem. Eu aposto com qualquer um aqui que quando a regulamentação chegar no Brasil, o modelo dela será igual ou pior do que o modelo adotado em Portugal.

    Nada no nosso país é feito pensando em favorecer o povo, tudo visa primariamente a arrecadação de impostos e mais impostos.

    Eu particularmente preferiria que continuasse do jeito que está. Vejo muito mais desvantagens com a regulamentação do que vantagens.

    0 votes, average: 0,00 out of 1 Like!, 0 Likes
    Tem que estar logado pra dar Like Login
    Loading...
    Loco BetsLoco Bets
    Mestre
    Membro desde: 25/11/2013
    #126365

    Concordo plenamente Beteiro.

    Mas a questão é complicada. Porque de um lado temos um mercado não regulado, com legislação da década de 40, e que possibilita que os brasileiros apostem online (mas que não traz nenhum tipo de segurança jurídica ao apostador brasileiro). E por outro lado temos esses Projetos de Lei tanto da Câmara quanto do Senado, que foram feitos de maneira muito mais política do que qualitativa.

    Em um cenário ideal, a regulamentação seria bem feita, de maneira técnica, levando sim em consideração a arrecadação por parte do Estado, mas também considerando o que é melhor para o consumidor. Mas como vc bem disse, não parece que é assim que essa legislação será.

    Ou seja, mercado não regulado é coisa de país islâmico, arcaico. Mas mercado mal regulado me parece ser bem a cara do Brasil. E de Portugal…

    0 votes, average: 0,00 out of 1 Like!, 0 Likes
    Tem que estar logado pra dar Like Login
    Loading...
    VizinVizin
    Participante
    Membro desde: 24/12/2014
    #126377

    A regulamentação no Brasil, pelo q foi proposto nos dois projetos, só vai trazer problemas, infelizmente o governo só está preocupado em encher os cofres da Caixa e dos grandes empresários, pelo q andei conversando a respeito disso com outros apostadores, três coisas irão ‘desmontar’ o apostador brasileiro, a primeira é q não se poderá utilizar carteira eletrônica, o governo vai querer monitorar o entra e sai do seu dinheiro por conta bancária; a segunda, haverá a cobrança de 30% sobre os lucros do apostador, num exemplo pratico, vc aposta 1000 reais em um odd de @2, ao invés de receber 2000, receberá apenas 1700, o q é um absurdo, pois em outros países os impostos ficam a cargo apenas das casas de apostas, com estas embutindo esses impostos nos valores das odds e a terceira, provavelmente muitas casas não irão querer atuar aqui por causa das burocracias, em Portugal, até hoje, se eu não me engano, apenas a Bet.pt e a Betclic compraram as licenças. Essa regulamentação é péssima, é + burocracia e – liberdade para o apostador.

    0 votes, average: 0,00 out of 1 Like!, 0 Likes
    Tem que estar logado pra dar Like Login
    Loading...
Visualizando 5 posts - 1 até 5 (de 5 do total)

Você deve fazer login para responder a este tópico.