Finais nacionais de Libertadores: onde fazer apostas online?

A Libertadores da América já tinha chegado na sua quarta década e nunca tinha acontecido finais entre equipes do mesmo país. Isso só foi possível em 2005, 45 anos depois desde a sua primeira edição, com um duelo brasileiro. Até então, nenhuma partida tinha ocorrido, ou por conta do chaveamento entre as equipes ou limitações entre representantes de cada nação.

E logo no ano seguinte, a segunda seguida, novamente com equipes do Brasil. Isso fez com que a Conmebol, por 10 anos, proibisse duelos nacionais na grande finalíssima do maior torneio sul-americano de futebol. Ou seja, clubes só poderiam encontrar respectivos rivais do mesmo país até às semifinais, o que obrigava a constantes alterações no chaveamento durante a disputa.

Mas isso mudou em 2018, ano que ocorreu a terceira e última decisão “caseira”, desta vez entre argentinos. Deste ano para cá, a competição também ganhou final em partida única e em campo neutro, dando assim ingredientes a mais para um grande evento esportivo. Neste artigo, você relembrará algumas decisões e saberá onde fazer apostas online no grande evento do próximo sábado (30), entre Santos e Palmeiras, no Maracanã.

2005 – São Paulo x Athlético Paranaense

A primeira finalíssima entre equipes do mesmo país aconteceu há 15 anos, entre paulistas e paranaenses. O São Paulo, bicampeão da América e com dois vices na cola, chegava a mais uma final continental. Já Athlético Paranaense, campeão brasileiro em 2001, recém chegava na sua terceira participação na competição.

Após eliminar Cerro Porteño, Santos e Chivas, o “Furacão” jogou em Porto Alegre a primeira partida da decisão, devido à capacidade da Arena da Baixada. Já o São Paulo, antes do último capítulo, mandou para casa no mata-mata o Palmeiras, Tigres-MEX e River Plate, melhor campanha à época.

A primeira partida terminou em 1 a 1 em Porto Alegre no dia 6 de julho de 2005. Uma semana depois, o Tricolor capitaneado por Rogério Ceni, não tomou conhecimento e aplicou uma goleada de 4 a 0 na equipe de Curitiba. Com gols de Amoroso, Fabão, Luizão e Diego Tardelli, o São Paulo tornou-se o primeiro tricampeão brasileiro na Libertadores.

2006 – Internacional x São Paulo

O dia 16 de agosto de 2006 é conhecido como “um dia sem fim” para os Colorados. Naquela noite no Beira-Rio, Inter e São Paulo (atual campeão do mundo) se enfrentaram na gélida e úmida cidade gaúcha. Mas antes de falarmos do segundo jogo desta decisão “caseira”, é impossível pular a ida. Uma semana antes, as equipes jogaram no Morumbi, em São Paulo. Os comandados de Abel Braga realizaram uma partida acima da média, ganharam de 2 a 1 e encaminharam o título continental.

No segundo jogo, um misto de otimismo e respeito imperavam as ruas da cidade. Tal pregação acabou culminando na maior estrela da história do Inter até então. Após estar na frente do marcador duas vezes, o time alvirrubro acabou sendo campeão através do empate em 2 a 2. Fernandão e Tinga marcaram para o Clube do Povo, enquanto Fabão e Lenílson anotaram para o Tricolor Paulista. O título garantiu ao Inter vaga para participar do Mundial de Clubes da Fifa, em dezembro, no Japão, na qual também se tornaria campeão inédito.

2018 – River Plate x Boca Juniors

O mundo do futebol esperou quase seis décadas para assistir ao maior clássico da América do Sul numa finalíssima de Libertadores. E quando chegou a vez, uma mancha marcou negativamente a história do “Superclássico”. Em 2018, Boca e River, os maiores da Argentina e um dos maiores do continente, se enfrentaram naquela oportunidade. A final foi a última com partidas de ida e volta. Hoje a decisão do caneco mais cobiçado entre os clubes é disputada em um único jogo e em campo neutro.

Após um disputadíssimo 2 a 2 na Bombonera, com gols de Ábila e Benedetto (Boca) e Pratto e Izquierdoz (River), a partida rumou à Europa. Isso porque no dia do duelo no Monumental de Nuñes, diversos incidentes ocorreram em Buenos Aires, incluindo a lesão de um jogador. Pablo Pérez foi atingido por estilhaços do vidro do ônibus do seu time após torcedores do River terem jogado pedras. Este e outros fatores fizeram com que a Conmebol transferisse o jogo para o Santiago Bernabéu, em Madrid.

Na casa dos colonizadores, a equipe de Pérez saiu ganhando de 1 a 0 com gol de Benedetto. Porém na segunda etapa, o River acabou empatando e virando para 3 a 1, já na prorrogação, com gols de Pratto, Quintero e Martinez. Foi a quarta estrela dos millonarios e o quinto vice-campeonato dos xeneizes, detentores de seis títulos.

Boca e River perfilados antes da decisão inédita em Madrid. Foto: REUTERS/Juan Medina

2020 – Santos x Palmeiras

Neste sábado (30), o Maracanã receberá a terceira final de Libertadores entre times brasileiros e a quarta decisão envolvendo equipes do mesmo país. Donos das melhores campanhas da competição, Palmeiras e Santos tiveram grandes exibições ao longo do campeonato e ambos eliminaram gigantes ao longo dos últimos meses. O Verdão despachou no mata-mata clubes como o inexpressivo Delfín, Libertad e o poderoso River Plate. Enquanto o Peixe mandou para casa LDU, Grêmio e nada mais nada menos que o gigante Boca Juniors.

Os maiores vencedores de campeonatos brasileiros colocarão a campo quatro taças de Libertadores e pretendem dar a vida para rumar ao Mundial do Catar. Quem vencer no sábado já garante vaga para a semifinal do dia 7 de fevereiro, prevista para ocorrer no Education City Stadium, em Doha. Nesta altura você deve estar se perguntando quem conquistará o troféu mais cobiçado do continente e qual plantel rumará à glória eterna, não é mesmo?

Então, qual é a melhor casa para apostar na final?

Depois da gente te trazer alguns momentos históricos, chegou a hora de você saber qual site irá fazer apostas online na grande decisão. Um deles é LeoVegas, presente no mercado de apostas esportivas há uma década. Dentre inúmeros esportes para palpitar, há no site a competição de futebol mais importante da América.

A casa de apostas online, neste momento, está dando o time santista com a maior odds (probabilidade de vencer): 3.20. Já os palmeirenses estão como favoritos no “Clássico da Saudade”, com odds de 2.30. Caso não tenha cadastro nesta casa de apostas, você também pode optar por outros sete sites confiáveis na área de palpites virtuais, como:


Compartilhe:

Deixe uma resposta