Como apostar na Copa do Mundo de futebol feminino?

A Copa do Mundo de 2022 já virou história e deixou todo o público encantado com o nível de futebol apresentado nos gramados do Qatar. O Mundial deu um presente ao futebol e coroou Lionel Messi como campeão mundial pela primeira vez.

Agora, antes de esperar o Mundial de 2026, o ano de 2023 também será ano de Copa do Mundo com a disputa do Mundial feminino.

A Copa do Mundo de 2023 pode repetir o mundial masculino e premiar Marta, a maior jogadora da história do futebol feminino, com o seu primeiro troféu.

Bono

100% até R$200

OBTER BÔNUS

Onde será realizada a Copa do Mundo de futebol feminino em 2023

A Copa do Mundo de futebol feminino foi disputada pela primeira vez em 1991, mais de 60 anos depois da realização do primeiro mundial masculino em 1930 no Uruguai. E desde então as mulheres buscam o seu espaço no esporte internacional.

Goste você ou não do futebol feminino, é um espaço e um direito conquistado por elas. E também é uma grande chance de os apostadores de todo o mundo faturarem com os seus palpites em mais uma competição.

Com o crescimento do futebol feminino em todo o mundo, incluindo o Brasil, sites de apostas esportivas como a Vaidebob prometem uma cobertura grande do torneio com mercados de apostas abertos em todos os jogos da competição.

Em 2023 a Copa do Mundo de futebol feminino chegará em sua nona edição e pela primeira vez em sua história será realizado em dois países diferentes: na Austrália e na Nova Zelândia.

E o que isso significa para o público brasileiro? Isso mesmo: jogos de madrugada. Além dos seus palpites para apostar na Vaidebob, prepare também o despertador para acordar de madrugada ou muito cedo para acompanhar aos jogos do outro lado do mundo.

Bono

100% até R$200

OBTER BÔNUS

As datas da Copa do Mundo de futebol feminino 2023

A Copa do Mundo masculina de 2022 no Qatar foi histórica por diversos motivos, incluindo o fato de ter sido disputada pela primeira vez na história entre os meses de novembro e dezembro, terminando apenas uma semana antes do Natal.

O motivo para isso foi bastante simples: as altas temperaturas do verão do Qatar tornariam impossível a prática de futebol de maneira responsável no país, além de ser um grande problema para a vinda de turistas para o país.

Esse com certeza não será um problema para a Austrália e para a Nova Zelândia, que estão no hemisfério sul e por isso estarão no início do inverno durante a realização do torneio em 2023.

O inverno terá início no dia 21 de junho em 2023, enquanto a Copa do Mundo de futebol feminino será realizada entre os dias 20 de julho e 20 de agosto de 2023.

Bono

100% até R$200

OBTER BÔNUS

A fórmula de disputa da Copa do Mundo de futebol feminino

O futebol feminino cresce a passos largos não somente no Brasil, mas em quase todo o mundo. Em países como Estados Unidos e Canadá a modalidade é mais popular entre as mulheres do que entre os homens.

O crescimento do nível dos jogos disputados nas últimas edições do Mundial fez com que a FIFA decidisse que a Copa do Mundo de 2023 seria disputada por 32 seleções contra o modelo atual de 24 times na disputa.

copa-do-mundo-feminina-2023-grupos

A Copa do Mundo com 32 seleções copia o modelo que era utilizado pela competição masculina desde 1998 na França e que será substituído em 2026 nos Estados Unidos, Canadá e México, quando o número de seleções classificadas subirá para 48.

Uma Copa do Mundo com 32 seleções era algo impensável para o futebol feminino até um passado não muito distante. Basta pensar que a primeira edição da Copa do Mundo de futebol feminino foi disputada por apenas 12 seleções e teve um total de 26 partidas.

Com o número de participantes subindo para 32 o número de jogos será igual ao do torneio masculino: 64. As seleções serão divididas em 8 grupos com 4 seleções cada, com os dois líderes se classificando para as oitavas de final onde terá início o mata-mata.

 

Bono

100% até R$200

OBTER BÔNUS

Como chega o Brasil para a Copa do Mundo de futebol feminino 2023

Se não tivermos grandes mudanças de planos por parte da CBF até o início do torneio, o Brasil novamente irá para a Copa do Mundo de futebol feminino sob o comando da sueca Pia Sundhage.

Pia terá nas mãos um grupo de jogadoras preparadas, já que o calendário do futebol feminino no Brasil agora é organizado e conta tanto com torneios profissionais quanto com competições preparatórias de base.

copa-do-mundo-futebol-feminino-2023-selecao-brasileira

O Brasil estará no Grupo F da Copa do Mundo com a companhia de França e Jamaica, além de outra seleção que irá se classificar de um playoff que será realizado entre Paraguai, Taiwan, Papua Nova Guiné e Panamá.

O melhor resultado do Brasil foi um vice-campeonato em 2007 e o time poderá contar com a maior jogadora de todos os tempos, Marta, que tenta dar ao Brasil a primeira estrela de sua camisa em sua provável última participação em uma Copa do Mundo.


Compartilhe:

Deixe um comentário