Apostar no UFC 274 – Charles Oliveira X Justin Gaethje

Vem aí o UFC 274. O evento acontece no dia 7 de maio e tem 14 lutas previstas, sendo duas delas disputas de cinturão. Pra ficar ainda mais interessante, veremos um brasileiro defendendo seu título.

Estamos falando de Charles “do Bronx” Oliveira, que enfrenta Justin Gaethje para se manter como campeão dos Pesos Leves. Quer saber tudo sobre essa luta e descobrir como apostar no UFC 274? Então vem comigo!

Apostar no UFC 274: em quem investir?

Definitivamente, boas opções não faltam. Os 14 duelos marcados, em ordem de importância para o Ultimate, são os seguintes:

  • Charles Oliveira X Justin Gaethje
  • Rose Namajunas X Carla Esparza
  • Michael Chandler X Tony Ferguson
  • Maurício Rua X Ovince Saint Preux
  • Donald Cerrone X Joe Lauzon
  • Randy Brown X Khaos Williams
  • Macy Chiasson X Norma Dumont
  • Brandon Royval X Matt Schnell
  • Blagoy Ivanov X Marcos Rogério de Lima
  • Francisco Trinaldo X Danny Roberts
  • Tracy Cortez X Melissa Gatto
  • Kleydson Rodrigues X C.J. Vergara
  • Ariane Camelossi X Lupita Godinez
  • Journey Newson X Fernie Garcia

A atração principal, como não poderia deixar de ser, fica por conta de Do Bronx X Gaethje. No coevento principal, Rose Namajunas defende o cinturão dos Pesos Palha contra Carla Esparza. Mas esses não são os únicos destaques do dia.

A luta entre Michael Chandler e Tony Ferguson é outra que promete ser um show. Além de envolver atletas muito populares, o casamento de estilos é dos mais interessantes.

Os dois lutadores são conhecidos por partir para a trocação franca, acertando e levando muitos golpes. O confronto tem tudo para ser uma verdadeira guerra, movimentado e sangrento – do jeitinho que o público gosta.

O UFC 274 ainda conta com a participação de duas lendas do esporte. Uma delas é Donald “Cowboy” Cerrone, detentor de diversos recordes no Ultimate. Mesmo em fim de carreira, ele ainda é muito querido pelos fãs.

A outra é Maurício “Shogun” Rua, ex-campeão dos Meio Pesados do UFC e do Grand Prix do Pride. Com 20 anos de carreira, o curitibano é muito respeitado e admirado no meio do MMA.

Mas chega de falar sobre o passado. Vamos saber um pouco mais sobre a luta principal da noite?

Charles “do Bronx” Oliveira

Charles Oliveira é um lutador de 32 anos que compete no Peso Leve do UFC. Ele nasceu na favela de Vicente de Carvalho, em Guarujá, onde morou por boa parte da vida. Seu apelido, inclusive, remete a este fato.

Em muitos locais do Brasil, a gíria “do Bronx” significa “da favela”. Mas, no caso de Charles, isso não é dito de forma pejorativa. Pelo contrário: o campeão faz questão de relembrar suas origens sempre que possível.

Quando criança, o sonho de Oliveira era se tornar um jogador de futebol profissional. Mas, aos 7 anos de idade, ele foi diagnosticado com febre reumática e sopro no coração. Foi cogitado, inclusive, que ele pudesse se tornar paraplégico.

Nada disso desanimou o menino da favela. Porém, o esporte que ele passou a praticar não foi o futebol, e sim o Jiu-Jitsu. Sua trajetória na Arte Suave teve início em 2001. Pouco tempo depois, em 2007, ele migrou para o MMA.

Sua carreira nas artes marciais mistas começou de forma impressionante. Foram 12 vitórias e nenhuma derrota, com 5 triunfos por finalização, 6 por KO e apenas 1 por decisão. Um retrospecto tão impressionante que, com apenas 20 anos, foi contratado pelo UFC.

No maior evento do planeta, seu início também foi muito promissor. Em apenas 1 mês e meio, ele conquistou mais duas vitórias por finalização. Mas, enfrentando apenas os melhores do mundo, dificilmente sua trajetória seguiria tão “tranquila”.

De fato, sua carreira passou a oscilar entre altos e baixos. Oliveira sofreu algumas derrotas e enfrentou problemas com o corte de peso. Mas, simultaneamente, continuou acumulando vitórias, finalizações e nocautes.

Atualmente, Charles sustenta uma invencibilidade de 10 lutas. As últimas duas, inclusive, valendo o cinturão dos Penas. Ele também é dono de inúmeros recordes e façanhas no Ultimate, como:

  • mais vitórias por interrupção na história do UFC (18);
  • mais finalizações na história do UFC (15);
  • mais finalizações na história dos Pesos-Leves do UFC (9);
  • mais finalizações na história dos Pesos-Pena do UFC (6);
  • mais bônus pós-luta na história do UFC (18);
  • mais prêmios de Performance da Noite na história do UFC (12);
  • 3 prêmios de Finalização da Noite;
  • 3 prêmios de Luta da Noite;
  • 1 prêmio de Finalização do Ano;
  • 7ª maior média de vitórias por interrupção da história do UFC (18 interrupções em 20 vitórias: 90%);
  • 4ª maior média de vitórias por finalização da história do UFC (15 finalizações em 20 vitórias: 75%);
  • e muito mais.

Isso que não estamos contando os prêmios conquistados em outras organizações ou publicações especializadas. Caso contrário, a lista seria ainda mais longa e impressionante.

O fato é que Charles é um lutador completo e empolgante. Ainda assim, até pouco tempo atrás, ele não recebia o devido reconhecimento.

Quando nocauteou Michael Chandler e conquistou o cinturão vago, muitos diziam que ele era um “campeão ocasional”. Poucos o consideravam, de fato, o melhor lutador da categoria. Mas essa ideia equivocada durou por apenas mais um combate.

Seu adversário seguinte foi Dustin Poirier, amplamente aclamado como o melhor Peso-Leve do mundo na época. Em outras palavras, o oponente perfeito para o brasileiro mostrar toda sua qualidade.

E foi exatamente o que aconteceu. No terceiro round, do Bronx finalizou The Diamond com um lindo mata-leão em pé. A partir daí, jornalistas, torcedores e lutadores estrangeiros passaram a falar com muito mais respeito sobre Charles.

Tanto é verdade que, finalmente, Oliveira abriu como favorito nas casas de apostas. Na data da publicação deste artigo, as odds na Bet o Bet são as seguintes:

apostar-ufc-274
Será que Charles do Bronx vence mais uma?

Justin “The Highlight” Gaethje

Justin Ray Gaethje é um atleta de 33 anos que luta nos Pesos-Leves do UFC. Ele nasceu em Safford, Arizona, onde também iniciou sua trajetória nas artes marciais.

Com apenas 4 anos, Gaethje começou a treinar Wrestling. Modalidade na qual, aliás, acumulou inúmeras conquistas antes de migrar para o MMA.

Entre 2011 e 2017, seu retrospecto nas artes marciais mistas se manteve perfeito: foram 18 vitórias e nenhuma derrota. Mas, assim como no caso de Charles, isso mudou ao assinar um contrato com o UFC.

Como atleta da maior organização de MMA do mundo, foram 5 vitórias e 3 derrotas. Mas não pense que isso faz dele um lutador mediano. Pelo contrário. Seus 3 reveses foram contra atletas que já afivelarem o cinturão interino ou linear do UFC.

As façanhas de Gaethje como lutador também são bastante impressionantes. Só no UFC, ele acumula conquistas como:

  • campeão interino dos Pesos-Leves (1x);
  • 6 prêmios de luta da noite;
  • 4 prêmios de performance da noite;
  • 2 prêmios de luta do ano;
  • e primeiro lutador a receber bônus pós-luta em cada um de seus 7 primeiros combates no UFC.

Aqui, também não contabilizamos distinções conquistadas em outras organizações ou publicações especializadas. De outra forma, esta lista seria muitas vezes maior.

E, se a média de vitórias por interrupção do brasileiro é alta, a do americano não fica muito atrás. De seus 23 triunfos, 20 não foram para as mãos dos juízes. Isso dá quase 87% de vitórias por interrupção!

O que esperar do confronto Oliveira X Gaethje?

Um evento empolgante e cheio de emoção, com toda certeza! Estamos falando de dois lutadores com médias de interrupções em torno de 90%. Ou seja, a probabilidade de um combate monótono é mínima.

Assim como as melhores casas de apostas, nós acreditamos que o brasileiro é ligeiramente favorito. Mas uma vitória do americano também não poderia ser considerada zebra.

Até pouco tempo atrás, Justin acreditava que venceria do Bronx facilmente. Mas, após assistir a Oliveira X Poirier, seu discurso mudou radicalmente. Agora, o wrestler vem dando declarações muito mais cautelosas.

Gaethje afirmou, inclusive, que caso seu boxe não seja superior ao de Charles, a coisa ficará feia para ele. Afinal, reconhece que o chão do brasileiro é amplamente superior. Por isso, sua estratégia é muito clara: entrar para nocautear.

Oliveira, por sua vez, é um lutador bem mais versátil. Não há dúvidas que o Jiu-Jitsu ainda é sua principal arma. Mas sua trocação está cada vez mais afiada e letal. Tanto que ele promete entrar para nocautear e fazer uma guerra em pé com Gaethje.

Isso preocupa um pouco os brasileiros, pois não parece despiste. Em suas últimas lutas, ele disse o mesmo e realmente agiu assim. O problema é que, apesar de ter vencido, ele tomou muitos golpes limpos.

Mas se ele absorveu tantos golpes e ainda assim venceu, qual é o problema? Simples: Gaethje é conhecido por bater muito forte. Diversos lutadores e especialistas acreditam que, se Charles for atingido por Justin como foi por Chandler e Poirier, não resistirá.

Entretanto, o comparativo recente favorece do Bronx, isso é inegável. Veja 3 exemplos.

Gaethje dominou Tony Ferguson e nocauteou El Cucuy no 5º round. Mas a vitória de Charles sobre Ferguson foi ainda mais dominante, parecendo a luta de um profissional contra um amador.

Gaethje fez um combate duríssimo contra Chandler e venceu na decisão dos juízes. Oliveira nocauteou o mesmo adversário no segundo round – e de mão esquerda.

Por fim, The Highlight foi nocauteado por Dustin Poirier no 4º round. Contra Charles, The Diamond não teve a mesma sorte: foi finalizado no 3º round.

Infelizmente, porém, MMA não é uma ciência exata. O casamento de estilos e a condição dos atletas na noite da luta importam muito mais que os resultados anteriores. Por isso, não conte Gaethje como carta fora do baralho.

Qualquer que seja o vencedor, tudo leva a crer que o duelo não completará os 5 rounds programados.

Onde apostar no UFC 274?

Nossa recomendação de site para você apostar no UFC 274 é a Bet O Bet. Apesar de ter sido criada recentemente, em 2020, ela já se mostra uma casa de apostas muito qualificada e confiável.

No caso da Bet O Bet, ser uma marca jovem não é um problema, e sim uma vantagem. Afinal, a casa já nasceu alinhada ao que há de mais moderno no mundo das apostas.

E, para deixar o que já era bom ainda melhor, a Bet O Bet oferece vários tipos de bônus. O primeiro deles é uma espécie de seguro para apostas múltiplas. Caso você faça uma aposta com 5 ou mais seleções e erre apenas uma, terá seu dinheiro devolvido.

O segundo é uma bonificação por indicação de novos clientes. Caso você conquiste 5 novos usuários para o site, receberá US$ 50 (ou o equivalente em outra moeda) de bônus.

E o terceiro é o famoso e tradicional bônus de boas-vindas. A Bet O Bet dobra o valor do seu primeiro depósito até o limite de R$ 500. Um valor bem acima da média.

Não é ótimo? Então perca tempo! Clique no botão abaixo, crie uma conta na Bet O Bet e resgate seus bônus. É sua oportunidade de apostar no UFC 274 e em outros eventos com segurança, boas odds e ótimas promoções.

Boas apostas!

apostar-do-bronx-betobet
Aposte na Bet O Bet com R$ 500 em bônus!

Compartilhe:

Deixe um comentário