Como apostar na final do Master 1000 de Roma?

Um dos principais torneios de saibro do tour está prestes a conhecer o seu grande campeão na disputa individual masculina. Estamos falando da final do Masters 1000 de Roma que colocará frente a frente o alemão Alexander Zverev e o chileno Nicolas Jarry. A disputa vai ao ar às 12h de Brasília deste domingo (19), e contará com transmissão ao vivo dos canais ESPN. A seguir, dedicamos um artigo às principais previsões deste confronto para ajudar a guiar os fãs de apostas em tênis no caminho dos ‘greens’. Boa leitura!

Alexander Zverev

Zverev é um tenista alemão de 27 anos, já aclamado como um dos mais talentosos de sua geração. Alexander, conhecido também por seu apelido Sascha, fez história em 2021, ao conquistar o ouro inédito para seu país na categoria individual do tênis masculino nas Olimpíadas de Tóquio. Depois de um 2023 terminando no Top10 do ranking, Zverev provou já estar 100% recuperado física e mentalmente da séria lesão ligamentar no tornozelo que o afastou das quadras em 2022. 

Na atual temporada, Zverev vem mostrando que pode sim brigar pela posição número 1 do mundo e está muito próximo de seu segundo título em Roma. Com um sólido fundo de quadra, o atual #5 do mundo tem um dos braços mais pesados do tour e seu backhand é sem dúvidas um dos mais temidos do ranking.

Zverev vem de um ótimo recorde em 2023, e já acumula 27-9 em 2024, tendo como melhores resultados da temporada as semifinais do Australian Open e do Masters 1000 de Miami. Aqui em Roma sua trajetória não foi considerada fácil. O atual campeão olímpico passou de by na R1, venceu o Vukic por 2×0 na R2, o italiano Darderi por 2×0 na R3, Borges por 2×0 nas oitavas, Fritz por 2×0 nas quartas-de-finais e o também chileno Alejandro Tabilo nas semifinais por 2×1.

Nicolas Jarry

Jarry é um tenista chileno de 28 anos e atual #24 do mundo, sendo 18º o seu melhor ranking da carreira. Como a grande maioria dos tenistas sul-americanos, Nicolas é um jogador que tem números de maior destaque no saibro. Considerado um dos melhores big servers de seu continente, sua movimentação em quadra tem sevoluído muito nesses últimos meses (especialmente no saibro) e isso passou a lhe dar um tempo extra pra preparar seus potentes disparos de direita.

O que ditará seu desempenho em quadra diante de Sascha é o quanto ele conseguirá colocar seu poderoso primeiro serviço em quadra e suas duas primeiras batidas na bola dentro dos rallys. Se Jarry conseguir impor seu jogo e seu saque estiver entrando, fica realmente muito difícil quebrá-lo e superar o chileno no saibro, visto que neste tipo de quadra é onde os tenistas mais tendem a perder velocidade de reação.

Jarry teve a melhor temporada da sua carreira em 2023, onde ganhou 2 títulos da ITF (International Tennis Federation) e um da ATP. Jarry é bicampeão pan-americano, com ouro nas duplas nos Jogos de Toronto (2015) e nas duplas mistas nos Jogos de Lima (2019). Nessa temporada ele chega com o recorde 16-11, com o melhor resultado sendo o vice-campeonato de Buenos Aires. Aqui em Roma passou pelo Arnaldi por 2×0, Napolitano por 2×1, Muller por 2×0, Tsitsipas por 2×1 e Paul por 2×1.

Retrospecto do duelo Zverev x Jarry

Os finalistas do Masters 1000 de 2024, Zverev e Jarry, já se enfrentaram em 6 ocasiões, sendo 4 delas no saibro, e as outras duas na grama e no hardcourt respectivamente. O chileno levou a melhor em Barcelona (2019) vencendo por 2×1, e em Genebra (2023) com uma vitória por 2×0. Já o alemão venceu nas outras quatro oportunidades: 2×1 em Genebra (2019), 2×0 em Hamburgo (2019), 2×0 em Halle (2023) e 2×1 em Beijing (2023).

Zverev x Jarry: Quem é favorito?

Zverev fez uma campanha quase perfeita, perdendo set apenas na semi para Alejandro Tabilo, que provavelmente fez a melhor competição de sua carreira em Roma. Na ocasião, o green no Over do alemão se concretizou, que estava apenas em 12.5 no site de apostas Bet365 contra um tenista em possivelmente sua melhor forma na carreira.

Jarry, por sua vez, não vinha jogando bem desde o vice-campeonato de Buenos Aires em fevereiro, quando superou ninguém menos que atual #2 do mundo, Carlos Alcaraz. Entretanto, o atual melhor chileno do ranking da ATP conseguiu colocar sua cabeça no lugar e jogar próximo do seu melhor tênis em Roma. Suas históricas vitórias contra o grego Tsitsipas (9) e o americano Tommy Paul (14) foram grandes provas disso. Certamente, Nico deixará tudo em quadra nesta final na busca do primeiro título de Masters 1000 da carreira.

Apesar das condições físicas de Jarry serem um grande questionamento para os fãs de apostas, esse quesito foi bem respondido por ele, o que de certa forma garante que este sábado inteiro de descanso provavelmente será suficiente para o mais novo finalista do Masters de Roma se recuperar do desgaste contra Paul na semi. 

Palpite do Apostas FC

Mesmo com a grande fase de Nicolas Jarry, os prognósticos do ApostasFC apontam que Sascha deve vencer em 2 ou 3 longos sets. O mesmo Over de Zverev da semifinal pode mais uma vez ser considerado um palpite que vale o investimento.

Contudo, reiteramos aqui que o desempenho do chileno no saque deve ser observado atentamente no decorrer da partida, sem deixar de lado a opção de cash out. Esse fundamento certamente irá ditar o resultado do jogo, uma vez que seu jogo depende fortemente de seu saque bastante agressivo, podendo trazer boas alternativas para apostas ao vivo.


Compartilhe:

Deixe um comentário