Brasileirão #13: Análise da Rodada (Sábado)

 

Botafogo x Bahia

 

Botafogo x Cruzeiro – 02/08 (sábado) – 18h30 – Maracanã

Botafogo: Jefferson, Lucas, Bolívar, Dória e Junior Cesar; Bolatti, Gabriel, Edílson e Carlos Alberto; Rogério e Emerson. Téc: Vagner Mancini

Cruzeiro: Fábio, Mayke, Dedé, Léo e Egídio; Henrique e Lucas Silva; Éverton Ribeiro, Ricardo Goulart e Marquinhos; Marcelo Moreno. Téc: Marcelo Oliveira

O futebol jogado dentro das quatro linhas está marginalizado em General Severiano, Após a derrota para o Flamengo no clássico da última rodada do Brasileirão, o principal assunto no Glorioso é a crise econômica que atinge os cofres alvinegros e principalmente seus atletas que não recebem salário e até mesmo direitos de imagem há um bom tempo. Isso deve influenciar em campo.

Tentando se equilibrar em meio ao furacão, a equipe enfrenta nada menos do que a melhor equipe do país atualmente. E mais, a melhor equipe em uma grande fase. Com o desfalque do volante pegador Airton no meio de campo, o lateral-direito Edílson acabou improvisado no setor. O Bota ainda conta com a estreia do atacante Rogério, que chega do Náutico emprestado e atuará do lado de Sheik.

Da equipe de Belo Horizonte não se espera nada além de uma nova grande exibição. No entanto, vencer no Maracanã é algo que o atual elenco ainda não conseguiu após a reforma do grande palco. Enfrentando um time irregular, a equipe deve marcar pelo menos um, mas terá de suar para vencer uma equipe que, apesar dos atuais obstáculos, se mostra profissional e digna o suficiente para honrar seus apoiadores.

ceni

São Paulo x Criciúma – 02/08 (sábado) – 18h30 – Morumbi

São Paulo: Rogério Ceni; Paulo Miranda, Rodrigo Caio, Rafael Toloi e Alvaro Pereira; Souza, Maicon, Douglas e Paulo Henrique Ganso; Alexandre Pato e Alan Kardec. Téc: Muricy Ramalho

Criciúma: Luiz; Eduardo, Fábio Ferreira, Ronaldo Alves e Giovanni; Rodrigo Souza, Martinez, Wellington Bruno e Rafael Costa; Silvinho e Bruno Lopes. Téc: Wagner Lopes

Frustrada deve estar grande parte da torcida são-paulina que comprou ingresso para ver o retorno de Kaká ao Morumbi. Apesar de marcar o seu na derrota para o Goiás há uma semana, o ídolo foi vetado pelo departamento médico. Quem também segue desfalcando o tricolor é o zagueiro Antônio Carlos, que segue lesionado. Com um elenco qualificado, as pretensões da equipe do Morumbi para a temporada foram ligeiramente afetadas após duas derrotas seguidas. Para se livrar do estigma, uma vitória sobre um recente fantasma em casa seria o suficiente.

Com uma proposta semelhante a da Chapecoense que derrubou o São Paulo em casa há duas rodadas, o Criciúma também demonstrou queda de rendimento no retorno a competição nacional e flerta com a zona de rebaixamento. A equipe deve vir um tanto precavida para o confronto de logo mais. Prova disso é sua escalação que conta com o retorno de Rodrigo Souza no meio de campo que estará recheado.

Um interessante ponto a ser levado em conta é o árbitro da partida. Ricardo Marques Ribeiro tem uma das menores médias de cartões amarelos apresentados por partida até então no Brasileiro. O mineiro tem média de 2,17 cartões por partida, bem abaixo da média geral da competição em sim.

BRASILEIRÃO/VITÓRIA E GRÊMIO

Vitória x Grêmio – 02/08 (sábado) – 21h00 – Barradão

Vitória: Wilson; Ayrton, Kadu, Alemão e Euller; Marcelo, José Welison, Richarlyson e Marcinho; Caio e Dinei. Téc: Jorginho

Grêmio: Marcelo Grohe; Pará, Rhodolfo, Geromel e Breno; Edinho, Riveros, Luan, Giuliano e Dudu; Barcos. Téc: André Jardine

Felipão voltou ao Grêmio. Mas não será que hoje que o gaúcho estará novamente à frente do tricolor no banco de reservas. No Barradão, quem tem a missão de recuperar a equipe da derrota para o Coritiba em casa por 3 a 2 é o interino André Jardine. Mas este deve seguir à risca os conselhos do novo comandante e tentar com passos de formiga algo mais em Salvador. A pedida é de respeito o Vitória fora de casa.

Sem Saimon, o Grêmio terá o jovem Breno na lateral-esquerda. A equipe tem uma das menores médias de gols por partida, a despeito da última rodada em que protagonizou um confronto atípico. Com a estratégia revelada, deve se apresentar com uma boa pitada de burocracia logo mais. Precisando seguir na toada que o levou ao importante triunfo na última rodada em Santa Catarina, o Vitória tenta vencer pela primeira vez em sua legítima casa. A equipe passou por um itinerante de mandos até agora.

Para provar que realmente conta com o necessário para engrenar, o Leão precisa mais do que nunca demonstrar força em casa. Dominar e vencer. Não perdeu depois da Copa do Mundo e também não é de ter jogos com muitos gols.


AutorApostasFC apostasadmin
data02/08/2014


Compartilhe:

Deixe uma resposta